História de um gato e de um rato que se tornaram amigos, de Luis Sepúlveda

Sepúlveda_amigos.jpg

Embora esteja pela primeira vez em dois anos repetindo um país, esta semana teve que ser. Explico-me: foi uma semana particularmente apertada, na qual estive responsável por 21 pré-adolescentes 24 horas por dia; portanto, entende-se que tinha que ser um livro fácil. Por outro lado, minha decisão por este livro justifica-se facilmente. Afinal, trata-se de uma historieta de valor inigualável, e de um dos mais belos livros da literatura do século XXI, que o meu leitor – sobretudo num dia sombrio como este – merece conhecer: a novela História de um gato e de um rato que se tornaram amigos, do grande mestre chileno Luis Sepúlveda.

Sepúlveda, que já tinha encantado o mundo em 1996 com a história de outro gato, Zorbas, que ensinava uma pequena gaivota órfã a voar, publicou recentemente a fábula de uma amizade improvável, repleta de filosofia e de frases inesquecíveis. A história se passa na cidade de Munique, na Alemanha, onde um pequeno gato negro de peito branco e perfil grego chamado Mix cresce ao lado de seu amigo humano, o menino Max. Com o tempo, o menino se torna homem, deixando a casa dos pais, e mudando-se com o amigo gato para um pequeno apartamento no topo de um prédio. Mix, que já não tem mais a vitalidade de outrora, começa aos poucos a perder a visão. Sem que se dê conta, a cegueira tolhe-lhe as liberdades de gato, impossibilitando seus passeios pelo topo dos prédios, e fazendo com que seus dias transcorram sempre iguais. A monotonia, no entanto, é quebrada pela chegada de Mex, um pequeno e falador ratinho mexicano, fugido de uma gaiola de vidro diretamente para a biblioteca de Max. Assim, os dois animaizinhos passam a coabitar e a compartilhar suas experiências de vida, aprendendo com as diferenças e enriquecendo seus cotidianos por meio do respeito e do companheirismo.

Estamos diante de uma história para crianças, ou de um livro para adultos fantasiado de infantil? Nem uma coisa nem outra, ou as duas ao mesmo tempo: sua mensagem singela, bem como seu valor universal, fazem que ele ecoe no imaginário de qualquer faixa etárea. Com o tempo, estou segura de que esta novela acabará por se tornar num clássico do valor de O Pequeno Príncipe. Para isso, no entanto é preciso descobri-la. Leiam-na, releiam-na, ofereçam-na. A todos aqueles que reconhecem o valor de uma verdadeira amizade. E a todos aqueles que merecem o reconforto de uma boa história.

 

Título original: Historia de Max, de Mix y de Mex

País: Chile

Idioma original: espanhol

Ano de publicação: 2012

Edição portuguesa: Porto Editora (ISBN: 978-972-0044-80-8)

Número de páginas: 64

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s