Top 2015 & perspectivas 2016

Queridos grandes leitores,

é com imenso prazer que eu escrevo o meu último post de 2015, um ano marcado por muitas leituras. Embora não tenha (ainda) postado aqui a resenha de todos os livros que li este ano, gostaria de anunciar que  consegui ultrapassar o meu objetivo de leitura para 2015: ou seja, um livro por semana. No total, foram 55 livros, de 49 países diferentes, sendo 7 brasileiros (devido a um artigo acadêmico que tive que escrever).

Nem sempre foi fácil, e algumas vezes vi-me grega para conseguir acabar um livro a tempo da resenha de domingo. Mas, ao final, o saldo é positivo! A obrigação de publicar uma resenha nova todos os domingos ensinou-me a ter disciplina, e a priorizar a maneira como gasto meu tempo. Tive, por exemplo, que passar menos tempo a não fazer nada na internet, e cortei séries e afins quase completamente do meu cotidiano.

O esforço valeu tanto a pena que refaço aqui mesmo o voto para o mesmo objetivo em 2016, com algumas reformulações:

  1. o desafio de ler um livro de cada país do mundo – sem repetir países – continua de pé, salvo se houver necessidade de integrar alguma outra leitura por motivos profissionais. Nesses casos, os países repetidos serão resenhados no “bônus da quarta”;
  2. vou tentar continuar com o ritmo de um livro por semana, mas também vou me permitir de relaxá-lo um pouco caso queira ler livros mais longos(500 páginas ou mais). Este ano, tive que ser inteligente e eleger livros mais curtos nas semanas mais “cheias”, embora tivesse vontade de ler outros no lugar. Assim, pretendo flexibilizar meu objetivo para: 1 livro por semana, ou mais de 14.000 páginas por ano. Foi mais ou menos este o número de páginas que li em 2015 (fonte: goodreads), e acho que seria um bom compromisso.

Eis aqui o meu top 2015 (a ordem não reflete preferência):

Alameddine_Divine

 

Líbano: um romance absolutamente extraordinário!

 

Bunnag_Rain

 

Tailândia: um autor desconhecido, um tiro no escuro, uma excelente surpresa.

 

 

Ismailov_Lake

 

Usbequistão: um conto de fadas contemporâneo de uma crueza extraordinária, numa prosa brilhante.

 

Demick_Nada

 

Coreia do Norte: de todos, talvez aquele que mais me prendeu.

 

Michiko Flasar_Krawatte 

 

Áustria: o livro que eu gostaria de ter escrito.

 

planoK_Cifra

 

 China: se esse livro me fez ficar empolgada com a matemática, tem que ser mesmo muito bom!

 

Al Aswany_Yacoubian

 

Egito: extraordinária viagem quase dostoievskiana a uma das cidades mais fascinantes do mundo.

 

Pamuk_Museu

 

 

Turquia: um prêmio Nobel e uma história de amor – a uma mulher, à memória, e à eterna Istambul.

Capa_O incolor Tsukuru Tazaki e seus anos de peregrina‹o.ind

 

Japão: o por que Murakami é considerado um dos melhores escritores da atualidade.

 

 

Minha estante de espera conta atualmente com mais de 75 livros, todos eles de países/territórios novos – mais que suficiente para mais um ano de leituras.

Obrigada a todos aqueles que acompanham este blog, e feliz livro, quer dizer, ano novo!

E você? Qual o seu objetivo de leitura em 2016?

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s