A esperança é uma travessia, de Laila Lalami

Lalami_Hope

A Europa encontra-se hoje em meio a uma crise de imigração sem precedentes. Todos os dias, refugiados e imigrantes clandestinos de diferentes partes do globo arriscam suas vidas em precários botes apinhados de gente, com os quais esperam cruzar o Mediterrâneo e aterrar em um futuro melhor. Os perigos são muitos, e, para os que acabam por sobreviver, ao chegarem à praia a jornada está apenas começando. Esperam-nos, muitas vezes, a expulsão sem piedade, o depósito em centros de refugiados que mais se assemelham a campos de concentração, e, se tiverem sorte, uma vida de privações, preconceitos e dificuldade de adaptação. Embora a imigração em massa só agora se tenha tornado notícia internacional, trata-se de um fenômeno tudo menos recente. Há exatos dez anos, foi justamente este o tema eleito pela marroquina Laila Lalami para o seu primeiro romance.

A esperança é uma travessia consiste num livro curto, que mais poderia ser considerado um apanhado de contos, os quais focam na trajetória de um grupo de imigrantes tentando cruzar o Estreito de Gibraltar num bote inflável. No capítulo introdutório, conhecemo-nos em plena travessia, seguida da ordem de pular em mar aberto e terminar a nado, da aterragem difícil numa praia espanhola, da caçada pela polícia e da ameaça de deportação. Em seguida, o livro divide-se em duas partes, as quais dão conta do passado e do futuro de quatro personagens: Fatem, membro da união dos estudantes islamista recém-expulsa da universidade, Halima, mãe de três filhos casada com um marido abusivo, Aziz, um homem desejoso de sustentar a própria esposa, e, Murad, formado em Literatura Inglesa, que nunca conseguira obter um trabalho. Suas biografias distintas convergem no desespero, que as leva a arriscar a própria vida em nome da duvidosa promessa de um futuro mais digno em território europeu. O que, obviamente, nem sempre é o caso.

É fácil encantar-se com este livro dinâmico e bem escrito, bem-sucedido ao traçar o retrato de personagens deveras diferentes, e que nos abre as portas para quatro microuniversos banais e únicos ao mesmo tempo. Lalami, que foi recentemente indicada para alguns dos maiores prêmios literários da língua inglesa, oferece-nos uma narrativa cativante, da qual o leitor sairá com a impressão de que se despede de velhos amigos, tamanha a empatia despertada em tão poucas páginas. Ao final, somos acometidos pelo inevitável sentimento de que o tema merece uma abordagem mais aprofundada, o que, no entanto, não desmerece o trabalho da autora. Trata-se, pois, de um primeiro esboço, no qual já se pode entrever um pouco da grandeza da qual Lalami provaria ser capaz.

Para uma apaixonada pelo Marrocos como eu, cujo passaporte coleciona carimbos de visita ao Reino de Mohammed VI, A esperança é uma travessia foi como um presente, o qual me permitiu compreender um pouco melhor a realidade um país tão próximo e tão distante.

Título original: Hope and Other Dangerous Pursuits

País: Marrocos

Idioma original: inglês

Ano de publicação: 2005

Edição brasileira: Rocco (ISBN 978-853-2521-78-1)

Edição portuguesa: não há

Número de páginas: 184 (edição brasileira)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s