Top 2014 & Perspectivas 2015

Queridos grandes leitores,

antes de abrir um novo capítulo, cheio de perspectivas & novas resoluções, é sempre bom passar o ano em perspectiva, e relembrar os melhores momentos do capítulo que acabamos de acabar.

Assim, antes de publicar a primeira resenha do ano  – que já está a caminho – e lançar o meu desafio de leitura para 2015, gostaria de homenagear os melhores livros de 2014. A seleção é curta, e não segue ordem de preferência (até porque seria impossível escolher), mas dá conta da vastidão geográfica abrangida por esses primeiros 8 meses do meu projeto de “ler o mundo”:

Hwang_HenCoreia do Sul

The Hen Who Thought She Could Fly, de Sun-Mi Hwang – uma bela fábula sobre o amor materno, uma história sobre amor e entrega, capaz de derreter corações de gelo: eis a história de Sprout, uma corajosa galinha que enfrenta o possível e o impossível em busca daquilo que lhe é mais precioso.

Koch_JantarHolanda

O Jantar, de Herman Koch – uma espécie de thriller ácido e cheio de cinismo, repleto de personagens nada carismáticas, mas que é simplesmente impossível deixar de ler: O Jantar tem todos os elementos para ser considerado “um livro perfeito”.

5Nigéria

O mundo se despedaça, de Chinua Achebe – um clássico da literatura universal, considerado um dos melhores livros africanos de todos os tempos, e que com certeza mereceria figurar em todas as bibliotecas do mundo ao lado de Victor Hugo, Charles Dickens e Dostoievski.

14Sri-Lanka

A onda, de Sonali Deraniyagala – a tocante autobiografia de uma mulher que perdeu tudo o que mais amava no Tsunami de 2004. Uma bela homenagem não só àqueles que perdemos, como também à memória do que deles resta dentro de nós.

PRECISAMOS_DE_NOVOS_NOMES_capa.pdfZimbábue

Precisamos de novos nomes, de NoViolet Bulawaio – o imperdível romance de formação sobre uma menina africana, narrado com uma sensibilidade ímpar na literatura contemporânea (e que agora já saiu em português!!!)

Desde abril de 2014, o blog tem se mantido firme no propósito de recomendar a leitores de língua portuguesa UM LIVRO de CADA PAÍS DO MUNDO, chegando, nesses primeiros 8 meses, à marca de 30 países. Parece pouco comparado ao tamanho do que falta – segundo a ONU, existem 191 países no mundo -, mas, a cada nova descoberta, o objetivo tem se tornado cada vez mais firme.

No final de 2015, esperamos poder alcançar a marca de 80 países. Pode ser um objetivo ambicioso, mas dá conta do prazer que a descoberta tem proporcionado.

Feliz leituras & bom 2015!

Gabriela Antunes

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s