Boneco de neve, de Jo Nesbø

Nesbø, Snø

Para além do heavy metal, do design de interiores, e dos baixos índices de corrupção, já faz alguns anos que a Escandinávia vem se destacando também pela qualidade de sua literatura policial de suspense. Se, há alguns anos, o sueco Stieg Larsson tornou o thriller escandinavo num fenômeno mundial com sua trilogia Millenium, pouco depois foi a vez de o norueguês Jo Nesbø confirmar a regra, tornando-se em mais um best-seller de alto calibre.

Boneco de neve é o sétimo (!) livro da série protagonizada pelo investigador policial Harry Hole, e considerado por muitos o mais sombrio de todos. A boa notícia para os grandes leitores que não se importam em começar pelo meio é que as histórias são independentes, o que faz com que seja perfeitamente possível saborear o Boneco de neve sem antes ter lido os seis romances precedentes.

A ação principal se passa em 2004, quando o já famoso detetive investiga uma série de desaparecimentos de mulheres nos arredores de Oslo. Ajudado pela recém-chegada Katrine Bratt, Hole descobre uma bizarra semelhança entre os casos em questão e uma série de desaparecimentos ocorridos em toda a Noruega nos últimos 20 anos. Para além de se tratar quase sempre do sumiço não esclarecido de mulheres casadas, com filhos e aparentemente felizes, quase todos os registros policiais mencionam a existência de um boneco de neve nos arredores do local onde a vítima foi vista pela última vez. Assim, revirando uma lista interminável de cold cases, Hole depara-se com aquele que seria talvez o primeiro caso de serial killer da história da Noruega.

Não tem como negar o fato de que Boneco de neve é um livro cativante, desses que é difícil largar antes de chegarmos à última página, e com o qual se perde de bom grado umas tantas noites de sono. Mas talvez isso se deva mais ao carisma do protagonista e à habilidade narrativa do autor para construir cenas de suspense do que ao mistério a ser investigado. Pois durante a investigação interminável na qual o assassino “falso” é apontado diversas vezes como sendo o verdadeiro e tudo sempre recomeça do princípio, só mesmo o leitor mais distraído não perceberá que o “infalível” detetive norueguês dorme no ponto, e se cansa de deixar passar o óbvio.

Em suma, um bom livro, mas longe, muito longe, de ser um Stieg Larsson.

PS: Não costumo comentar as traduções, porque geralmente costumo ler os livros em língua original, mas como meu norueguês não chega para 420 páginas em uma semana, deixo aqui uma nota sobre a edição brasileira: Se, por um lado, temos o prazer de ler uma tradução direta, ou seja, mais fiel ao original, esse prazer transforma-se em tortura pelo fato de que a tradutora, norueguesa, não conhece a língua portuguesa o suficiente. O resultado é uma narrativa sem ritmo, permeada de excessos sintáticos, gírias fora de moda, erros de concordância e, até mesmo, de digitação. O trabalho de Grete Skevik, infelizmente, faz-nos lembrar o porquê de uma regra de ouro do mundo da tradução: jamais se deve traduzir da língua materna para uma língua estrangeira!

Título original: Snømannen

País: Noruega

Idioma original: norueguês

Ano de publicação: 2007

Edição brasileira: Record (ISBN 978-850-1094-80-3)

Edição portuguesa: Dom Quixote (ISBN 978-972-2053-59-4)

Número de páginas: 420 (edição brasileira), 472 (edição portuguesa)

Anúncios

2 thoughts on “Boneco de neve, de Jo Nesbø

    • Olá Darlene, obrigada pela visita. Olha, nem eu costumo, mas o livro é realmente bastante interessante e bem escrito. Recomendo também a trilogia Millenium, que menciono na resenha, do sueco Stieg Larsson. Também saíram em filme, de tanto sucesso que fizeram… e eu adorei! Beijo grande e boa leitura! 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s